A força máxima e o dever de casa

O técnico Mastrillo Veiga teve uma semana tranquila para deixar o time do Potiguar à sua feição. Trabalhando muito, o treinador acenou para a repetição, hoje, da formação que empatou com o Guarany, semana passada, em Sobral, no máximo com uma ou duas alterações. Naquela oportunidade, sentiu que o bicho não é de sete cabeças, mas lamentou-se, com razão, do pouco tempo que teve para trabalhar.

Agora, com um pouco mais de espaço,  Mastrillo pode mostrar as reais condições do time na disputa. O fato de olhar para trás e ver o banco de reservas recheados de opções, aumentou a sensação do técnico de que os horizontes estão mais azuis em relação ao cenário que encontrou, há duas semanas. Pelo menos cinco jogadores, contratados recentemente, estão regularizados e se constituem em opções para realizar até mudanças de postura, dependendo do desenrolar da partida.

O fato é que o Potiguar mudou e qualificou seu elenco. Assim, fazer o dever de casa, necessidade em uma competição curta como essa, é uma realidade possível. Que não se perca mais tempo para isso.

Não será dessa vez
Celso Teixeira era, até semana passada, o comandante do River, mas os maus resultados o forçaram a pedir demissão. Com isso, seu reencontro com o Potiguar, onde foi campeão estadual em 2013, e a torcida junto a quem goza de prestígio, fica adiado.

Decepção
O Potiguar emitiu nota denunciando a falta de diálogo por parte da Prefeitura de Mossoró para apoio ao futebol local, e que por isso deve abrir espaço para parcerias com outras prefeituras da região ainda na Série D, postura que deve ser repetida para o estadual de 2018.

Nogueirão
A LDM deu entrada em um novo projeto do Nogueirão junto ao Corpo de Bombeiros, corrigindo dados do documento anterior. Ela espera nova vistoria, quando deve sair a liberação do estádio, acredita a entidade.

Nogueirão II
De acordo com a Liga, as ações tomadas visam a solução definitiva para os impasses criados todos os anos, quando o estádio acaba interditado, gerando prejuízos para clubes e torcedores. Fica nossa torcida por isso.

Encontro
Nesta segunda-feira, às 19h, tem o programa Prorrogação, na TV Mossoró (canal 7). Lances e toda repercussão do jogo Potiguar x River, pela Série D, entre outros assuntos. Reprise na terça-feira, às 11h.

A torcida vai?!
Com o resultado e boa apresentação em Sobral, fruto da chegada de reforços, e a possibilidade de novas estreias, a expectativa é de um bom público, hoje em Assu. O torcedor precisa entender a mudança no clube e prestar todo o apoio possível.

Positiva
Até aqui, a parceria do Potiguar com o empresário André Castro parece mais clara, aberta e promissora. Suas referências se mostram mais sólidas que o parceiro anterior, bem como suas propostas, leque de jogadores e contatos no mundo da bola. Assim sendo, que dure e todos colham os frutos pretendidos.

Agradando
Embora no início, o trabalho de Mastrillo tem sido elogiado. Mesmo com pouco tempo de treinamento, a postura do time é diferente do que temos visto e contestado nos últimos anos. O medo de vencer parece no passado. E isso estimula.

A semana na história
Hoje, o volante Ricardo Baiano, que defendeu Baraúnas e Potiguar, completa 37 anos de idade. Jogador viril, é símbolo de aplicação e dedicação. Parabéns!

Frase
“Ei, mande um alô pra mim aí na reprise do programa. Estou ligado!” – Luciano Curió, office boy, aos apresentadores do Prorrogação, da TV Mossoró. Se o alô sair, estará se inaugurando uma nova tecnologia, que é mudar conteúdo já gravado.

Imagem

Time do Potiguar, em Potiba de veteranos e convidados, em jogo beneficente ao ex-roupeiro Baterista, em 2011. Ibiapino, Edinho Cardoso, De Leon, Paulo Júnior, Onesimar, Kleber, Jocelito, Paulo Renato e Romildo. Agachados: Aldivan, Cícero Ramalho, Raério, Biola, Genílson, Cepeta e João Neto. Só as feras.

ANUNCIE AQUI!
ANUNCIE AQUI!
ANUNCIE AQUI!
ANUNCIE AQUI!
ANUNCIE AQUI!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *