Autoridades se reúnem para discutir a violência das organizadas

Polícia Militar, Ministério Público, Potiguar, Baraúnas, LDM e Prefeitura devem ter representantes reunidos a partir das 9 horas desta segunda-feira (6), no 2º Batalhão de Polícia de Mossoró. O encontro servirá para discussão da questão da violência patrocinada pelas torcidas organizadas no Nogueirão, em dia de jogos, sobretudo durante os clássicos Potiba.

Na semana que passou, a PM esteve no Nogueirão realizando uma vistoria para alimentar o relatório que será entregue nesta reunião. É muito provável que o Nogueirão seja apontado como o grande vilão da história. É um problema aqui, outro acolá e outra interdição não está descartada.

Geralmente, nessa hora, ninguém (PM, LDM, MP e Clubes) assume suas responsabilidades. Há falhas no esquema de segurança por todos lados, como horário de chegada, posicionamento, revista, vigilância aos grupos dentro e fora do estádio, limpeza interna e, principalmente, punição civil e criminal aos infratores. É mais fácil atribuir a culpa ao imóvel que, como o próprio nome diz, é inanimado, que conter ou punir os verdadeiros culpados. E assim, quem segue penalizado é o futebol e o torcedor de bem, para variar.

Entrou para a história
Faleceu neste sábado (4), aos 78 anos, o juiz de Direito aposentado, Assis Amorim. Em 2004, quando ainda atuava na magistratura, se tornou uma figura emblemática para o futebol local quando cassou a liminar que interditava o Nogueirão, às vésperas do primeiro jogo das finais do estadual. Estádio liberado, o Potiguar goleou o América por 4×0, construindo grande vantagem para ser campeão dias depois em Natal. Obrigado, doutor Assis e descanse em paz!

Paixão sem medida
A torcida do Baraúnas está sendo convocada para um mutirão no campo da Toca do Leão, na manhã deste domingo (5). Quando chamado, o torcedor tricolor costuma atender.

Dilema
Vejo que o Potiguar necessita de pelo menos umas cinco contratações que resolvam, caso queira algo no segundo turno. O elenco é muito limitado, como limitada é a condição financeira do clube para contratar.

Lacunas
O Potiguar ainda não tem um camisa 10 à altura nem um atacante de área para disputar posição com Cleiton Cearense. São poucas as opções para o setor e nenhuma delas com tais características.

Tranquilidade
A vitória do Baraúnas sobre o Santa Cruz, mantendo o tricolor na briga por vaga na final do turno, deu a tranquilidade necessária para se trabalhar melhor o potencial do elenco. Barata e o grupo precisavam disso.

Exageros
As cobranças excessivas, sobretudo após a derrota natural para o Assu, quase prejudicam um trabalho que ainda está no começo e que, mesmo assim, vem dando resultados além do esperado, algo bem distante da luta contra rebaixamento, como preconizavam.

Tempo
Quase duas semanas de folga na tabela proporcionam ao Baraúnas tempo para a preparação (e até contratações) para os desafios decisivos contra adversários diretos por vaga na final, no caso América e Globo.

A semana na história
O ex-jogador Sideny completa hoje, 35 anos de idade. Atacante arisco, fez história jogando no Potiguar e Caicó, entre outros clubes. Apesar da qualidade, devido problemas de saúde, parou cedo. Continua querido e hoje é um cabeleireiro respeitado. Parabéns!

Frase
“Às vezes o homem quer uma mulher submersa” – Miranda, ex-jogador, goleiro de Potiguar e Baraúnas, filosofando sobre casos de submissão feminina. Desse jeito é para afogar a coitada.

Imagem

O atacante Dú Paraíba, de 24 anos, é o novo contratado do Potiguar. O jogador já esteve atuando em Mossoró, em 2013, quando defendeu o Baraúnas na Série C do Campeonato Brasileiro. Foto: Sergio Ribeiro/FutRio

 

ANUNCIE AQUI!
ANUNCIE AQUI!
ANUNCIE AQUI!
ANUNCIE AQUI!
ANUNCIE AQUI!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezenove − 18 =