Técnico potiguar fortalece seu nome no cenário nordestino

Independente do resultado de ontem, quando o Sampaio Correa precisava reverter a derrota sofrida no primeiro jogo para o Fortaleza, para chegar às finais da Série C, o técnico potiguar Francisco Diá já pôs no currículo mais uma vitória, o acesso nacional à Série B com o clube maranhense.

Com mais essa página escrita, se consolida como um dos nomes fortes da atualidade no futebol nordestino. Está entre os melhores.

Nesse currículo, Diá coleciona, além do acesso recente com o Sampaio, acesso á Série C com o Alecrim em 2009, acesso à Série B com o Icasa-CE em 2012, dois títulos estaduais paraibanos com o Campinense em 2015 e 2016, um piauiense com o Altos e um maranhense com o próprio Sampaio, ambos em 2017, mais um vice-campeonato da Copa do Nordeste com o Campinense em 2016.

Esse número sobe se contabilizarmos o título estadual de 2006, pelo Baraúnas, como auxiliar-técnico de Paulo Moroni na época.

Diá vive hoje o que viveu, há alguns anos, o competente técnico cearense Flávio Araújo, que já um título nacional, com o Sampaio, e também está colocando mais um acesso no currículo, agora com o CSA.

Dois testes no mesmo dia
Depois do jogo contra o Horizonte e sem um outro adversário profissional disponível para novo amistoso, o Mossoró recorre a times amadores locais para testar seu elenco, em preparação para a segunda divisão. Neste domingo (8), no Nogueirão, a partir das 15h30 faz dois jogos-treino, utilizando o time reserva no primeiro e o considerado titular no segundo.

Eleições
O Baraúnas deverá divulgar nos próximos dias, edital convocando eleições no clube. Em entrevista ao De Fato, a atual presidente, Josirene Ribeiro, repetiu o discurso de que não será candidata à reeleição.

Eleições II
A intenção é antecipar eleições para deixar com o novo gestor o planejamento das duas próximas temporadas, o que parece lógico.

Dívidas
Josirene admitiu que o clube ainda tem dívidas com jogadores. Não citou, mas também tem causas trabalhistas. No entanto, a exemplo do rival, Potiguar, espera pagamento devido pela Prefeitura para quitá-las, mas evita cobrar o Município.

Quem se habilita?
Conversas de bastidores sobre candidatos isolados ou grupos querendo assumir o Baraúnas, existem muitas, mas na prática nada de novo. O vereador Zé Peixeiro, ex-presidente do clube, é um dos nomes ventilados.

Caras novas
Também nessas conversas de bastidores, quando cita-se novos candidatos no Baraúnas, fala-se em renovação. É outra proposta difícil de acreditar em sua materialização. É que muitos choram, mas não largam.

Reencontro
O Jogo Festa, promovido por Onesimar e amigos, que reúne ex-profissionais e convidados, já tem data definida para a edição 2017. Acontece no dia 18 de novembro, às 15 horas, no campo do Sesi Mossoró.

Frase
“Esperamos sair desse amistoso com os três pontos” – Deivid, atacante na época do Flamengo, antes de jogo contra o Londrina. Quanta disposição para um amistoso. Imagine se fosse valendo.

A semana na história
Na próxima quinta-feira (12), o ex-atacante de Potiguar, Baraúnas e América, Sérgio Cabral, completa 52 anos de idade. Parabéns!

Imagem

América de Natal, de ano não identificado: Júlio Cesar, Jaílton, Romildo, Saraiva, Baltazar e Eugênio. Sandoval, Zé Neto, Sérgio Cabral, Didi Duarte e Ramos.

Por que 2017 ainda vai demorar a acabar para o Potiguar

O presidente reeleito do Potiguar, Marco Fernandes, declarou em entrevista na 93 FM, na quinta-feira passada (28), que ainda não é certa a participação do alvirrubro no estadual de 2018.

O clube comprometeu a receita de 2017 pagando dívidas de 2016, conta ainda da gestão de Benjamim Machado. Em função disso, se arriscou em duas malfadadas parcerias; jogou a Série D em Assu, devido a falta de laudo do Nogueirão, gerando muitos prejuízos, e ainda levou cano da Prefeitura em relação ao patrocínio prometido para este ano. Como se tudo isso fosse pouco, passou a temporada (e ainda vai passar um longo tempo) sem ver dinheiro das bilheterias, devido bloqueio de renda imposto pela justiça para pagamento de causa trabalhista do atacante Luis André, que passou meteoricamente em 2013, ano do título, tendo jogado uma partida e meia. O atleta ganhou causa de aproximadamente R$ 100 mil por ter sido dispensado quando estava lesionado, não recebeu um centavo em sua saída e para terminar, o clube compareceu na audiência.

Banho de sal grosso, revisão de conceitos em seu modelo de gestão, o que inclui zelo por quem se põe à frente dos seus destinos, é o mínimo que se pode sugerir. Mas, cada cabeça é uma sentença.

Visitinha e torcida
José Vanildo, presidente da FNF, esteve em Mossoró na quinta-feira passada. Entre um banho e outro nas águas termais, conversou com dirigentes dos clubes locais. Sobre o Mossoró, do presidente João Dehon, com quem tem grande afinidade, disse acreditar e torcer pelo acesso, contrariando o gosto dos cartolas de Baraúnas e Potiguar, que torcem o nariz e secam o MEC. Têm seus motivos.

Vai de Uber
O Uber, a nova febre no sistema de transporte de passageiros, agora patrocina Cruzeiro e Atlético Mineiro. Sabe usar a mídia, se expande e se estabelece. Parece uma realidade sem volta.

Questão
Pegando o gancho da palavra do presidente Marco Fernandes, sobre a dúvida da viabilidade do Potiguar no Estadual de 2018, o colega Marcos Santos, agora comentarista da 93, questiona a posição: se não tem a certeza de conduzir o time no Estadual, por qual motivo, então, seguir como presidente?

Só JC na causa
A esperança ainda reside em alguns, mas a maior parte aceita a realidade e, por isso, sofre menos. Faltando 12 rodadas, precisando de 27 pontos em 36 possíveis (contando o jogo de ontem), na prática, o ABC já caiu.

Só JC na causa II
Não é só pela campanha de time campeão que precisaria fazer até o final, mas pela falta de força de reação, típico de seus limites técnicos. O nível da Série B é outro e a ficha demorou para cair. Ou não.

Salvou a pátria
Com os fracassos de ABC e América no Brasileiro, é preciso reconhecer que o Globo, com seu acesso á Série C, salvou a temporada do nosso futebol. Normalmente, isso até renderia uma homenagem da federação.

Modificação 
O Mossoró pediu e a FNF acatou. Os jogos do Carcará em Mossoró, na segunda divisão, acontecerão aos domingos, e não mais aos sábados, como consta na tabela. A mudança é para acomodar a cobertura da imprensa em sua grade.

A semana na história
Nesta segunda, 2, o ex-atacante de Potiguar, Baraúnas, Assu, Tigres do Brasil e futebol árabe, Renan Potiguar, completa 28 anos de idade. Parabéns!

Frase
“Hoje vou ao dentista. Preciso “distrair” um dente” – Joãozinho Problema, massagista do Baraúnas. Espero que o bichinho tenha ficado feliz com esse rolé.

Imagem

Na quinta-feira passada (28), Márcio Mossoró reencontrou seu ex-clube, o Braga, por quem jogou cinco anos, quando sua equipe, o Istanbul Basaksehir enfrentou os portugueses pela Liga Europa. O Braga venceu por 2×1, mas Márcio foi aplaudido de pé pela torcida lusa que ocupou o Estádio Municipal de Braga.

Porque arbitragem não dá entrevista?

O futebol modernizou, inclusive com a arbitragem de vídeo, as informações chegam mais depressa, os valores que movimentam o esporte são astronômicos, mas algumas coisas permanecem injustificadamente no passado.

A postura da arbitragem, de não conceder entrevistas antes, durante ou depois dos jogos, segue a mesma. O corporativismo é notório e injustificável, repito. Se é parte integrante do espetáculo, então porque não põe a cara pra bater, vez que está diretamente ligada aos resultados, acertando ou errando?

Há uma blindagem exacerbada ao árbitro, mas se expõe jogadores, treinadores, dirigentes e até o torcedor, quando este excede. E porque não o árbitro vir a público explicar suas decisões em campo? Com a manutenção dessa couraça em seu entorno, o sentimento de onipotência comum a muitos árbitros, só aumenta.

Se um treinador tem que ir a coletiva para explicar uma escalação ou mudança de postura de sua equipe, se o jogador também vai para falar sobre o pênalti perdido ou o gol de placa marcado, por que o árbitro também não ir? Suas palavras podem mudar pensamentos, às vezes errados contra ele. O que não pode é continuar se escondendo e deixando todos os questionamentos para os outros envolvidos no mesmo espetáculo.

Dragão e Águia na Copinha
Já estão definidos os representantes potiguares na Copa São Paulo de Juniores em 2018. América e Globo carimbaram seus passaportes ao eliminarem na semana que passou a Santa Cruz e ABC, respectivamente, nas semifinais do Estadual Sub-19. Agora, ambos se preparam a decisão da competição.

Cobertura
A 93 FM está confirmada na cobertura da saga do MEC na segundona. Junto com ela, o Portal F9 e o programa Prorrogação, da TV Mossoró.

Paixão sem medida
A torcida do Fortaleza colocou no estádio Helenão, em Juiz de Fora-MG, mais torcedores que o próprio Tupi, dono da casa, no jogo que definiu um dos classificados para as semifinais da Série C.

Paixão sem medida II
Os tricolores percorreram quase 2.500 quilômetros para ver o jogo. Avião, ônibus, vans e ônibus. O meio foi o que menos importou. Todos chegaram e fizeram sua parte, em uma prova incondicional de seu amor.

Paixão sem medida III
Lembro que em 2013, pela Série C, a torcida do Fortaleza invadiu Caicó, onde seu time enfrentou o Baraúnas, dividindo a arquibancada do Marizão com os torcedores mossoroenses. Foi um encontro de tricolores e leoninos. Na época o Baru mandou seus no seridó, devido punição imposta pelo STJD.

Despedida
Hoje, a partir das 15 horas, no Nogueirão, tem Ufersa Petroleiros x Tropa Campina, pela Liga Nordeste de Futebol Americano. Será a despedida do time mossoroense da temporada 2017. Vale levar a família e prestigiar.

Encontro
Nesta segunda (25), às 19 horas, tem Prorrogação, na TV Mossoró (Canal 7), comigo e o comentarista Marcos Santos. Ao vivo também pelo facebook e Youtube, na página do Portal F9. Reprise nas terças, às 11 horas pela TV.

A semana na história
Sexta-feira, dia , o bom atacante Marcelo Dias, ex-Potiguar, completa 32 anos de idade. O jogador, que atuou pelo clube mossoroense nas temporadas 2008/2009, hoje defende o Hibernians Foottball Clube, de Malta. Parabéns!

Frase
“O problema da internet é o rastreador” – Santos, goleiro do Potiguar, despejando seus conhecimentos de informática para o grupo na casa do atleta. De fato, se colocaram um rastreador no lugar do roteador, ta explicado a falta do wifi.

Imagem

Encontro de ex-Alvirrubros durante um desses jogos festivos no Nogueirão: Giliarde, João Batista, Fábio Gomes e Jânio Guerreiro. Turma de futebol e sangue bons.

Quem será o presidente, afinal?

O Potiguar elege daqui a dez dias (27), a nova presidência do Conselho Deliberativo, que por sua vez, indicará o novo presidente executivo. Marco Fernandes é o atual mandatário do setor.

Até aqui, ninguém se apresentou como pretendente, embora ouça-se nos bastidores, mesmo que timidamente, o nome do antigo presidente, Benjamim Machado. O ex-diretor ainda não se pronunciou, o que não significa que não seja o seu desejo. Pode ser aquela história. Lança-se o nome nos bastidores para sentir a repercussão. Se viabilizar, aí oficializa-se. O problema é que, pelo estatuto do Potiguar, conforme me garantiu um dirigente, Benjamim estaria impedido de retornar ao posto, pois que abandonou o cargo em sua passagem anterior. Isso mesmo. Benjamim deveria ter retornado ao posto, após sua licença para concorrer ao cargo de vereador nas últimas eleições. Não eleito, também não retornou ao clube no tempo estabelecido pelo estatuto e nem apresentou qualquer documento acusando renúncia ou outra justificativa para a ausência. Simplesmente, escafedeu-se. Por isso, agora estaria impedido.

Diante desses fatos, creio na manutenção de Marco Fernandes no cargo, até porque foi ele quem topou a dura missão quando ninguém mais queria, inclusive o próprio Benjamim.

Segue a preparação
O Mossoró Esporte Clube fez na manhã deste sábado (16), seu segundo jogo-treino, em preparação para a segunda divisão. Enfrentou o Palmeiras da cidade de Baraúna. No próximo sábado (23), será em Upanema, contra o selecionado local. Ainda fará dois amistosos contra equipes profissionais até a estreia na segundona.

Fonte
Outro fator que pode afastar possíveis pretendentes à presidência do Potiguar, é a quase certeza de que 2018 deverá repetir 2017. Pela crise e questões jurídicas, ninguém deverá ver a cor do dinheiro da Prefeitura mais uma vez.

Fonte II
O exemplo acima também se aplica ao Baraúnas. É bom planejar como sobreviver sem a fonte da qual bebeu por anos, para não repetir o batido discurso de que “se a Prefeitura não ajudar, não vamos participar”.

Parceira
Mas é bom entender e o torcedor saber que Baraúnas e Potiguar sempre recebem apoio substancial da Federação. O próprio dirigente maior do nosso futebol faz questão de frisar isso. E ninguém ousa contestar.

Comandante sem posto
Alguém pode lembrar do nome de Jorge do Rosário, para a presidência do Potiguar. Mas com suas pretensões políticas prefere ficar, neste momento, nos bastidores, como tem estado nos últimos anos. Para ele não será, ainda, a hora de voltar.

A cobrança
A diretoria do Potiguar ainda reclama e até emite notas frequentes, cobrando a conta da publicidade da Prefeitura desta temporada. Não fala de um novo compromisso, mas de um já existente e não cumprido.

Na espreita
Sobre a publicidade deste ano, o Baraúnas, que também tem a receber da Prefeitura, não se pronuncia publicamente. Prefere não se desgastar, mas receberá do mesmo jeito, caso o grito do rival dê resultado.

A semana na história
Nesta quarta-feira (20), o ex-jogador Gato, atacante de Potiguar e Baraúnas, completa 48 anos de idade. Bom jogador, prata da casa, que escreveu seu nome na história do futebol local. Parabéns!

Frase
Só posso resumir essa derrota com duas palavras: A-zar!” Marinho Chagas, o Bruxa, ex-Botafogo, Fluminense, São Paulo e Seleção Brasileira, após uma derrota do Botafogo.

Imagem

Esse foi o time do Mossoró Esporte Clube, quando de sua única participação na primeira divisão estadual, em 1996: Magnaldo, Delmar, Laércio, Ednílton, Cenir e Marquinhos Mossoró; Mazinho, Ednei, Adriano, Zé Aírton e Chiquinho Bala.

Mando de campo pode decidir segunda divisão

Talvez não observado pela FNF, a formatação da segunda divisão, em termos de sedes, acaba de certa forma favorecendo o Palmeira de Goianinha. É que, além do próprio Verdão, mais dois clubes indicaram o Estádio Nazarenão, em Goianinha, como sede.

Visão Celeste, de Parnamirim, e Clube Atlético Potiguar, de Natal, mandarão suas partidas na casa do Palmeira. Dessa forma, o time local, principalmente, jogará seis vezes em casa, como mandante ou visitante, e sairá apenas duas vezes, enquanto Mossoró e Força e Luz, que mandam seus jogos no Nogueirão e no Barrettão, respectivamente, atuam em casa quatro vezes e saem outras quatro.

Fator campo, economia financeira e menos desgaste com viagens, favorecem, em tese, Palmeira, um dos favoritos, e também Visão Celeste e CAP, os “visitantes” goianienses.

Acredito que não tenha sido essa intenção, mas na prática é o que ocorre, quando a Federação aceita que clubes que não possuem estádio em suas cidades sede, disputem uma competição profissional mandando seus jogos no estádio alheio. Pena.

Mossoró define agenda de testes
Depois de enfrentar na tarde de ontem, em Alto do Rodrigues, a seleção de Pendências, o Mossoró Esporte Clube tem mais dois jogos-teste até a estreia na segunda divisão: Dia 16, Seleção de Baraúna; e dia 23, Seleção de Upanema, ambos fora. A partir daí, até a estreia, dia 21 de outubro, contra o Palmeira de Goianinha, em Mossoró, o MEC pretende disputar ao menos dois amistosos com equipes profissionais.

Eleições alvirrubras
O Potiguar publicou edital convocando conselheiros para a eleição de sua diretoria, dia 27 de setembro. A tendência é pela reeleição de Marco Fernandes, para o biênio 2017/2019. Hoje ele preside em mandato tampão, desde a desistência do cargo pelo ex-presidente Benjamim Machado.

Formação
O técnico Edinho Cardoso, no jogo treino disputado ontem em Alto do Rodrigues, já esboçou o time base da equipe do Mossoró: Érico; Mikael, Marinho, Nildo e Deivinho; Rafael Potiguar, Josikley, Ciel e Radames; Gabriel Maia e Pablo.

Juventude e experiência
Na primeira formação inicial do Mossoró, Edinho já deixou claro que pretende utilizar cinco jogadores acima de 23 anos, número máximo permitido pelo regulamento da segunda divisão. Quer a juventude, mas não abre mão da experiência para conseguir o acesso. Correto.

Juventude e experiência II
Nessa linha de raciocínio, entre os veteranos, são considerados neste momento como titulares no Mossoró, o goleiro Érico, o zagueiro Nildo, os volantes Rafael e Jozicley, e o meia-atacante Radames.

Vaga aberta
Com a recidiva do volante Yago, que acertou sua vinda para o Mossoró, mas decidiu tomar outro rumo, a diretoria busca no mercado outro atleta com experiência para a posição, mas dentro do limite de idade.

Diaz
O Mossoró entregou sua assessoria de imprensa ao estudante de comunicação, Marcelo Diaz. O jovem deixa o Potiguar, após anos de serviços prestados, para se engajar no novo projeto. Está bem entregue.

Frase
“Estou muito feliz. É meu segundo título em três conquistas” – Mickey, massagista do Potiguar após a decisão de 2013. Ou perdeu algum pelo caminho, ou está contabilizando o título de eleitor também.

A semana na história
Hoje defendendo o Mossoró Esporte Clube, um dos grandes goleiros da história do futebol potiguar, Érico, completa na próxima sexta-feira (15), 38 anos de idade bem vividos. Merece todos os vivas. Parabéns!

Imagem

Armando Melo, ex-presidente, treinador e um dos fundadores do Ufersa Petroleiros, segue firme em intercâmbio no Canadá, onde faz especialização em Futebol Americano. Aposta no esporte por prazer e como profissão. Aqui, a torcida de todos por seu sucesso. Mais uma a representar a terrinha mundo a fora. Raspa!

Mossoró inicia trajetória de volta à primeira divisão nesta segunda-feira

Está programada para esta segunda-feira (4), às 15 horas, no Nogueirão, a apresentação do elenco do Mossoró Esporte Clube, que disputará a segunda divisão potiguar, a partir de 21 de outubro. O primeiro contato será entre restrito a elenco, comissão técnica e diretoria. Em seguida, abertura para a imprensa e, por fim, o início dos trabalhos do elenco no campo do Nogueirão.

O Mossoró representa, nesse momento, diante do longo período de instabilidade do nosso futebol, a esperança do desportista que gosta do esporte, independente da cor, que algo novo, de fato, aconteça.

Tem para isso a prerrogativa de, apesar de ser um retorno, viver a sensação estar nascendo, começando do zero, sem vícios, livre de dívidas e caroneiros que só atrapalham. Errará se assim decidir e não planejar.

Tem tudo para fazer e ser diferente, passando a sensação de que poderemos, enfim, mesmo diante das dificuldades, podermos ter um clube profissional, na essência da palavra. Mossoró aposta nisso. O resto é trabalhar. Que assim seja. Boa sorte e sucesso aos que fazem o Carcará.

A dois passos
Já tendo escrito uma história com destaque que muitos clubes veteranos no futebol potiguar, o Globo inicia logo mais, no Barrettão, a decisão mais importante de sua curta história, enfrentando o Operário-PR, pelas finais da Série D. Já está no lucro e merece ser exaltado, mas se conquistar o título, acabará de matar muita gente de dor de cotovelo.

Visão
O ex-técnico de Potiguar e Baraúnas, Edinho Cardoso, esteve na segunda-feira passada no programa Prorrogação, da TV Mossoró. Indagando por mim se Mossoró cabia um terceiro clube, não titubeou na resposta: “Se cabe um terceiro clube, não sei. Só sei que uma vaga é do Mossoró”.

A queda e o coice
O América de Natal será julgado nesta segunda-feira (4), no STJD, devido o vandalismo praticado por seus “torcedores”, que depredaram a Arena das Dunas, após a eliminação rubra para o Juazeirense, pela Série D.

A queda e o coice II
O América pode ser condenado a pagar de R$ 100 a R$ 100 mil e perder de um a dez mandos de campo, pelo ocorrido. Belo saldo e colaboração de seus pseudos torcedores. Ainda tem quem defenda esses grupos.

93 na final
A 93 FM já está com equipe em Ceará Mirim, onde transmitirá o primeiro jogo das finais da Série D, entre Globo e Operário-PR. Na próxima semana, faz também a transmissão da partida final, a partir de seu studio, , em sistema de off tube.

Boa Opção
Hoje tem Futebol Americano no Nogueirão. A partir das 15 horas, jogam Ufersa Petroleiros e Bulls Potiguares. É o clássico potiguar nessa modalidade. Será aberto apenas o setor de cadeiras, com entrada a R$ 10,00

Craques em campo
Neto Caraúbas, do futsal, e Ronaldo Angelim, do campo, têm feitos jogos de confraternização no interior do estado. Hoje estarão em Governador Dix-Sept Rosado. Ontem, atuaram no Gentil Fernandes, em Areia Branca. O Programa Prorrogação fez a cobertura e traz matéria nesta segunda, às 7 da noite, na TV Mossoró, canal 7.

Frase
“Vamos pedir uma “Pitu doce” pra experimentar” – Paulinho, ex-mordomo do Potiguar, durante viagem a Recife, na campanha da Série D de 2010. O inocente tirou a idéia do cardápio, que na verdade dizia quanto custava uma dose da cachaça, e não que era doce.

A semana na história
No sábado (9), o ex-jogador, hoje apresentador e comentarista, Neto, completa 51 anos de idade. O jogador marcou época defendendo o Corínthians. Hoje na mídia, se notabiliza por suas posições fortes e polêmicas.

Imagem

Potiguar dos anos 60. Em pé: Itamar, René, Vicente, Rivaldo, Zé Maria e Datonho. Agachados Buchudinho, China, Lupércio, Nonato e Plínio. Um timão, garantem os que viveram a época.

A fábrica de encerrar carreiras

O futebol profissional mossoroense fez mais uma vítima. Desencantado pela falta de oportunidade e continuidade de um projeto, o volante Fernandes, jovem atleta de 21 anos e qualidades superiores a muitas letrecas trazidas nos últimos anos, afirma que parou. Rejeitou, por conta da decepção, recente convite para defender o Mossoró na segunda divisão potiguar.

Embora não negue sentir falta do futebol, de volta a sua cidade natal, Parelhas-RN, o atleta se viu obrigado a atuar em outra área. Por temer a repetição dos fatos, prefere, neste momento, por uma questão de sobrevivência, seguir onde está. É pena, mas não lhe tiro a razão.

Gosto do futebol de Fernandes, como gosto de Ju, Ciel, Marinho, Sávio, e outros que alimentaram um projeto iniciado e abandonado pelo Potiguar no caminho. Faltou à diretoria a determinação, continuidade e, se realmente queria colher frutos, obrigar os treinadores que contratou, a seguirem a política do clube. Se é que era realmente essa a política. Afinal, quem dá as diretrizes, o contratante ou o contratado?

Estamos nos afundando a cada dia, cada vez mais, e não enxergamos. Insistimos, pelo imediatismo, em estratégias duvidosas e que nos tem levado a lugar algum, senão às derrotas e acúmulos de prejuízos que nos inviabilizam a cada dia.

O resultados aparecem
O Globo segue colhendo os frutos pelo planejamento e determinação nesses seus cinco anos de profissionalismo. Acesso à Série C, possibilidade de conquista de um título nacional no caso a Série D, classificação para a fase de grupos da Copa do Nordeste de 2018, o que lhe rende, para começar, um total de R$ 750 mil de cota (fora patrocínios), e vaga na Copa do Brasil. Grana, calendário e exposição da marca. Um ano perfeito para quem trabalhou e não ficou esperando cair do céu.

Início
O elenco do Mossoró Esporte Clube, que disputará a segunda divisão estadual, tem apresentação marcada para o próximo dia 4 de setembro, portanto a mais de um mês de sua estreia, marcada para dia 22 de outubro, contra o Palmeira, no Nogueirão.

Início 2
Embora estejamos falando de início, o confronto de abertura entre Mossoró e Palmeira, é visto como abalizador da disputa, pois que os dois times vêm sendo apontados como como favoritos ao acesso.

Realinhamento
Em função da definição pela limitação de idade na segunda divisão potiguar, com base de 23 anos, a diretoria do Mossoró se viu obrigada a desistir de alguns veteranos, entre eles o bom atacante Tiago Souza.

Realinhamento II
Mesmo assim, pelo menos 10 ou 11 jogadores acima dos 23 anos de idade, permanecerão, garantindo cobertura com suas experiências em todos os setores. O equilíbrio foi mantido no time.

Bons reforços
O Mossoró definiu as contratações do volante Yago e do atacante Gabriel Maia, que defenderam o Baraúnas no estadual deste ano. O Carcará se qualifica observando também a idade base de 23 anos.

Cobertura confirmada
A equipe de esportes da 93 FM, líder de audiência, que esteve presente no Estadual e Série D este ano, já definiu cobertura de todos os jogos do Mossoró Esporte Clube na segunda divisão.

A semana na história
Neste domingo (27), Thiago Barreiros, meia com passagem pelo Potiguar na Série D de 2016, completa 27 anos. Bom jogador, Barreiros anunciou o encerramento de sua carreira ao fim do ano passado, quando defendia o Sampaio Corrêa do Rio de Janeiro.

Frase
“Professor já resolvi o problema. Coloquei o ônibus dentro da garrafa do café” – Mickey, massagista do Potiguar, antes de jogo pela Série D deste ano, em Teresina-PI. Deve ter dado uma mão de obra danada.

Imagem

Time da Madeireira Diniz, no campo da Cosern. Jocelito, Miguilinho, Toinho, Railson, Toinho, Sérgio Cabral e Almeida Café (técnico). Agachados: Pedro Jaime, Betinho, Carlinhos Dantas, Sanderson, Paulo Brequim e Novinho.

 

A lição é para quem quer aprender, do contrário é só castigo

Pelo que vem construindo desde que iniciou sua trajetória na elite do futebol profissional potiguar, em 2014, o Globo já é visto por muitos como a terceira força do estado. Não supera Potiguar e Baraúnas em feitos, até porque ambos têm muito mais estrada e já somam três títulos estaduais, alguns vice-campeonatos, conquista de turnos, acesso à Série C, quartas-de-final em Copa do Brasil e dois títulos de Copa RN. Isso é história e não se apaga. Mas já há uma lacuna que se amplia a cada temporada, a ponto de a última conquista, o estadual de 2013, começar a se perder de vista no retrovisor.

O posto de terceira força diz respeito a regularidade e representatividade, e convenhamos, ultimamente, isso tem muito a cara do Globo. É dele de quem se comenta dentro e fora do estado, não tendo sido a toa.

Que o Globo saiba aproveitar o momento e se estabeleça, o que parece ser realmente seu objetivo. Se não servir de estímulo para os demais, que mergulharam na letargia, desorganização, falta de planejamento e objetivos, que pelo menos sirva de lição. A dúvida é se aprenderão algo com isso ou seguirão vivendo de desculpas e transferindo responsabilidades.

No caso do Galo, foi só ensaio
Em 2001, quando o Coríntians de Caicó conquistou o título estadual, alguns mais exaltados sugeriam o Galo como nova terceira força do estado. Cauteloso, pedi calma. Queria ver a sequência, o que aquela conquista implicaria para o clube. O tempo provou que fora o troféu e as lembranças, mais nada restou. O resto da história, até hoje, todos já conhecem.

Ranking
O reflexo da boa sequência do Globo já é visto no ranking de clubes da CBF, que valoriza essa construção constante, o que me parece justo. Desde o ano passado que a Águia deixou os demais do interior para trás.

Missão
A missão de hoje do América em tirar três gols de diferença contra o Juazeirense, é uma das mais complicadas. Um vai ter que jogar tudo e outro nada. É um casamento com raros registros. Mas se o fizer, o o acesso ganhará um gosto que poucos experimentaram.

Histórico
O torcedor americano injeta em si uma dose de otimismo e lembra que o possível às vezes se disfarça de impossível, só para valorizar um feito, como o do próprio América, que em 2014, pela Copa do Brasil, viveu situação semelhante, revertendo um 3×0 na Arena com um 5×2 no Maracanã, diante do Flu.

Camaleão é Série D
O ASSU já pode se planejar para a Série D em 2018. O Camaleão é herdeiro direto da vaga deixada pelo Globo, com sua ascensão à Série C. O Potiguar é o próximo da fila, caso o América suba hoje.

Stand by
Ainda aguardando um sinalizador da FNF quanto ao início da segunda divisão, o Mossoró trabalha apenas nos bastidores, projetando sua participação, inclusive com elenco já montado.

Em ação
O Visão Celeste e o Palmeira de Goianinha partiram na frente e já treinam visando a segunda divisão potiguar. Ainda não há informações sobre outros pretendentes.

Frase
“Acho que estão colocando muito “bromato” pra amadurecer essas bananas” – Joãozinho Problema, mordomo do Baraúnas. Taí uma utilidade que desconhecia para o bromato, normalmente utilizado na fabricação dos pães.

A semana na história 
Quinta-feira, 17, o árbitro de futebol e professor de educação física, Hudson Cocentino, completa 43 anos de idade. Parabéns, amigo!

Imagem

Na imagem, em sessão de treinos no Nogueirão, Ramon, um dos bons goleiros com passagem por Potiguar e Baraúnas. Desiludido com a profissão, encerrou carreira cedo, aos 29 anos, em 2014. Era bom, tecnicamente e de caráter.  (Foto: Marcelo Diaz/ACDP)

Potiguar chuta o balde contra a Prefeitura

A diretoria do Potiguar publicou nota reclamando da postura da Prefeitura, que não pagou a cota de patrocínio relativo ao campeonato estadual. Até agora, do total de R$ 90 mil, nenhum centavo foi pago. O clube estaria em débito com alguns jogadores em face desse recurso não repassado pela Prefeitura. A ameaça de ingresso na justiça do trabalho, por parte dos atletas, ronda a diretoria rubra, que fez conta esperando esse dinheiro.

Na promessa da Prefeitura, inicialmente, o valor do patrocínio seria de R$ 150 mil, informa a nota do clube. Depois, caiu para R$ 90 mil. Por último, ofereceram R$ 60 mil, o que foi rejeitado pelo Potiguar. Daqui a pouco, o clube é que teria que pagar para afixar a marca do Município.

Há quem trace a relação da Prefeitura com o Potiguar, especialmente, como um impasse político. É que, até bem pouco tempo, Jorge do Rosário, era aliado. Agora, ingressando na política, tomou outro rumo. Mas alguém pode dizer que Jorge não tem cargo do Potiguar. Oficialmente, não. Mas ninguém nega que ele exerça grande poder de influência interna e que sua imagem ainda é forte no público e eleitor. Assim, ninguém no Palácio da Resistência desejaria oxigenar um adversário potencial, pré-candidato a uma cadeira de Deputado Estadual.

Quem vai ocupar a moita?
Qual clube terá este ano o apoio do Globo, utilizando todo seu elenco, para disputar a segunda divisão, como ocorre todos os anos? Quem o tiver, já entra como grande favorito ao acesso. Será igualmente favorito à queda no ano seguinte, pois terá de devolver todos os atletas. É o preço de um time de aluguel. Sobe para fazer vergonha no ano seguinte, impedindo outro com projeto mais sério. A quem isso de fato interessa?

Recomeço
O Potiguar anuncia peneirão para esta segunda-feira (7), à partir das 7h30, no campo da Ufersa, visando formar suas equipes sub-15 e sub-17.

Início
O ex-jogador do Potiguar, Maikel, que esteve estagiando na comissão técnica do clube na Série D deste ano, assumiu o comando das categorias de base príncipes. Sorte e sucesso ao jovem profissional.

Parada dura
Até aqui, apenas dois clubes são dados como certos na segunda divisão potiguar deste ano: Mossoró e Palmeira de Goianinha. Mas a disputa promete ser acirrada, sobretudo se Santa Cruz de Inharé e Coríntians de Caicó confirmarem presença, como se comenta.

Elas
Neste segunda-feira (7), o programa Prorrogação, da TV Mossoró, recebe a jornalista Natália Rebouças e a nutricionista Júlia Paiva. Falarão sua paixão: o futebol. Uma é são-paulina, a outra, palmeirense. Começa às 19 horas.

Homenagem
A FNF batizou o troféu do Estadual Sub-19 deste ano de Lupércio Luiz de Azevedo, em homenagem ao radialista mossoroense morto há uma semana, vítima de um infarto. Justa homenagem.

Leãozinho em campo
Falando no Estadual Sub-19, o Baraúnas, que estreou na semana passada perdendo para o Globo, tem a chance de reabilitação neste domingo (7), quando enfrenta o Santa Cruz, no Juvenal Lamartine, em Natal, às 15 horas.

A Semana na História
Hoje, o ex-presidente do Baraúnas, Jean Charles de Queiroz completa 56 anos de idade. Parabéns ao amigo e artilheiro do Abel Coelho em 1986.

Frase
“Antigamente, o empate valia um ponto para cada time” – Luciano, mordomo do Potiguar, em debate com o assessor Marcelo Diaz e o preparador físico, Gilterlan Ferreira. Preciso me atualizar. Pensava que essa regra ainda vigorava.

Imagem

Time do Mossoró Futebol Clube, vice-campeão da Taça Cidade de Mossoró, em 2011, competição conquistada pelo Potiguar. Um timão recheado de ex-profissionais, como Raílson, Erivan, Sideny, Hermano, Canízio, Agnaldo, Nílson, entre outros. Foto: Fábio Oliveira.

Mossoró já tem elenco praticamente fechado para segunda divisão

Decidido a voltar a elite do futebol potiguar, o Mossoró Esporte Clube, trabalha firme. De forma acertada, o presidente João Dehon, ex-Baraúnas, contratou o ex-jogador Paulo Júnior para gerente de futebol. Pessoa séria, que vem se preparando para essa nova fase na vida profissional, PJ só tem a agregar.

De início foi formada a comissão técnica, a qual será comandada por Edinho Cardoso, tendo como auxiliar Agnaldo Fidélis, preparador físico Gilterlan Ferreira e preparador de goleiros Marcos Heronildes.

O elenco de jogadores também está sendo montado, faltando apenas quatro ou cinco peças para fechar o grupo que iniciará a competição.

Em sua formação, a mescla de experiência, tomando por base jogadores com história no futebol potiguar, portanto conhecedores da nossa realidade, e uma leva de jovens que buscam a oportunidade para se estabelecer.

O início dos treinos será definido tão logo a reunião do conselho consultivo seja realizado e o início da competição definido. Que o esforço diante dos escassos recursos, recompensado.

Morreu Lupércio Luiz
O jornalismo esportivo e o futebol perderam no dia de ontem, o radialista e ex-secretário de esportes de Mossoró, Lupércio Luiz de Azevedo, vítima de um enfarte, na capital, onde morava. Lupa era apaixonado pela família e por tudo que fazia. Fica uma lacuna entre nós. Meus sentimentos aos parentes.

Quantidade x qualidade
Sobre um terceiro clube em Mossoró, quando se comenta a possibilidade, logo vêm críticas observando muito mais a divisão do bolo de patrocínio da Prefeitura que propriamente outro aspecto.

Quantidade x qualidade II
Vejo a questão por outro prisma. Viver independente de dinheiro público, pensando e dando passos contínuos, abre a possibilidade de estabelecer-se pela competência. Na proporção que isso fascina alguns, assusta outros. Para muitos, bom é do jeito que está.

MEC não tem torcida
O que muitos veem como um complicador, enxergo como oportunidade. Há a renovação com os novos torcedores e aqueles que, desiludidos por conta do velho cenário, esperam que algo realmente novo aconteça.

Na época do Dragão
Para o preparador físico Gilterlan Ferreira, trabalhar no Mossoró tem um sabor especial. O clube foi fundado e dirigido por seu pai, o professor Gilberto Ferreira. Em 1996, quando o time teve sua única participação na primeira divisão, Gilterlan tinha 15 anos, jogava como atacante na equipe juvenil e cursava o ensino médio.

Campos
Em 2010, o técnico Leandro Campos foi campeão da Série C, com o ABC. Caso o América suba para a Série C, independente de título, o treinador escreverá de vez seu nome no futebol potiguar, com acessos pelos dois maiores clubes do estado. Faltam apenas dois jogos para confirmar o acesso.

Luizinho
Quem também faz um trabalho elogiável, mas ao contrário de Leandro Campo, está em início de carreira como técnico, é Luizinho Lopes, do Globo. Mostrando competência, caminha firme para se estabelecer.

É tudo isso?
Depois de demitido do Atlético Mineiro, o técnico Roger, através de sua assessoria, declarou que só analisará propostas internacionais. É um direito, ningué discute, mas não sei se Roger já nesse nível. De toda forma, já soa como falta de humildade, sobretudo para quem está começando.

A semana na história
Nesta segunda-feira (31), o árbitro de futebol, Valdick Leão, completa 45 anos de idade. Parabéns!

Frase
“Quem achar essa cadela, será bem gratificado. Ela é “jarrada” e mansa” – Joãozinho, repórter da Radio Difusora.

Imagem

Potiguar de 1991: Miranda, Laércio, Hélio, Raílson, Luciano, Sabiá. Agachados: Vaval, Alves, Cacau, Alberto e Zácone.

Sobre o F9

A partir de Mossoró, segunda maior cidade do Rio Grande do Norte, escrevemos sobre esportes, com ênfase para o futebol, nossa maior paixão. Notícias, vídeos, tabelas, opinião e tudo o mais que nos move pela estrada da informação esportiva. Somos uma equipe apaixonada pelo tema e compromissada com a verdade.