A reversão da reversão

Semana passada, falamos sobre a insatisfação da direção da Liga Desportiva Mossoroense (LDM) pelo não cumprimento da Prefeitura do acordo firmado quando da municipalização do estádio Nogueirão. O custo do tratamento do gramado e os campeonatos de base, com pagamento de arbitragem, bolas e uniformes continuam sendo bancados pela entidade, sendo maior parte do desembolso via recursos particulares de seu presidente, Francisco Brás. Pior. A dívida trabalhista com dois funcionários, que levou a Justiça a penhorar o estádio, e que deveria ser assumida pela Prefeitura, continua sendo cobrada da Liga. A Justiça não esqueceu e o Nogueirão ainda pode ir à leilão. Ou seja, a Liga, mesmo sem receita, continua com parte das contas, só que agora, sem estádio para negociar uma saída. Em face dessa presença apenas virtual da Prefeitura à frente do Nogueirão, a LDM já cogita pedir o estádio de volta. Tenho a informação de que nos bastidores, a entidade já se move e busca orientação jurídica para pavimentar a reversão. Motivos e justificativas não faltariam. Aguardemos cenas dos próximos capítulos.

Presidente do Potiguar defende a criação da Liga do Interior

Jorge do Rosário, presidente do Potiguar (Foto: Marcelo Diaz)

Jorge do Rosário, presidente do Potiguar (Foto: Marcelo Diaz)

O presidente do Potiguar, Jorge do Rosário, defende a criação de uma Liga do Interior na tentativa de se buscar melhorias para os times dessa região.

O dirigente afirma que por enquanto é “apenas uma ideia”, mas espera que a proposta ganhe força a partir do envolvimento de outros dirigentes de clubes do futebol interior.

“Ano passado eu falei sobre isso (Liga do Interior) com o presidente do Globo e comentei esse ano com algumas pessoas. De momento, é apenas uma ideia, mas dependendo do envolvimento, da adesão dos times, essa proposta poderá ser colocada em prática”, disse Rosário.

Segundo o dirigente, há várias situações para colocar na mesa para discussão e somente com união e comprometimento dos dirigentes será possível atingir os objetivos traçados.   

Uma dessas situações mencionadas por Jorge diz a respeito de uma segunda competição ao ano. Atualmente, a Federação só disponibiliza de uma – o Campeonato Estadual –, permitindo infelizmente a sazonalidade para várias equipes. Com isso, a entidade infringe o Estatuto do Torcedor, que determina à gestora de futebol a realização de eventos para garantir pelo menos oito meses de atividades para os clubes.

A Liga do Interior, sendo instituída, lutaria justamente para preencher essa lacuna.

“Lembro que há mais ou menos 15 anos tivemos um campeonato envolvendo times daqui do Rio Grande do Norte e lá do Ceará. Tivemos bons resultados. Hoje, não temos uma competição como essa”, reclamou.

O campeonato que Jorge se refere foi à Copa RN/CE realizada no ano de 2000 e que foi organizada por dois veículos de comunicação – Gazeta do Oeste e Rádio Difusora. O evento teve a chancela das federações do Ceará e do Rio Grande do Norte e foi considerado sucesso de critica e de público. Potiguar e Uniclinic/CE foram um dos participantes e aproveitaram a Copa como preparação para a Série C do Campeonato Brasileiro daquele mesmo ano.

Outra função da Liga do Interior seria pressionar a Federação para informar com antecedência sobre cotas advindas de seus parceiros. “Como a Federação diz que ajuda os clubes, seria importante que ela anunciasse esses valores para que os times possam se programar e definir um planejamento para o campeonato”, argumentou o presidente alvirrubro.

Outra proposta da Liga do Interior defendida por Jorge seria o retorno a discussão quanto à fórmula de disputa do Campeonato Estadual. Ultimamente, a Federação vem “ditando o ritmo”, chegando com o sistema já praticamente pronto, sem dá vez e voz aos filiados do interior.

Este ano, o campeonato foi disputado por sistema de pontos corridos em duas etapas. Essa formula contempla o clube que possui maior poder de investimento, no caso os times da capital. Jorge defende o resgate da competição com fases semifinal e final.

“Podemos dizer que o sistema de pontos corridos é uma forma justa – se é que existe justiça no futebol –, mas não podemos desprezar o tradicional modelo contemplando semifinal e final, as fases decisivas de um ‘mata-mata’. Com ele, o campeonato ganha em rentabilidade e emoção”, disse.

Indagado se irá procurar os dirigentes para iniciar a discussão sobre a criação da Liga do Interior, o presidente do Potiguar disse que “de momento, ainda não” devido seus afazeres, mas pretende em breve iniciar o movimento. Em novembro, ele deixa a presidência do Potiguar, mas garantiu que isso não impede seu envolvimento com a possível liga independente.

Fonte: Marcos Santos/Jornal De Fato

Ex-técnico de Potiguar e América é demitido no Maranhão

Oliveira Canindé perdeu a final do maranhaense e o cargo no Sampaio Correa. (Foto: Sampaio Correa/Divulgação)

Oliveira Canindé perdeu a final do maranhaense e o cargo no Sampaio Correa. (Foto: Sampaio Correa/Divulgação)

A perda do título estadual para o Imperatriz representou o fim da linha para o técnico Oliveira Canindé, à frente do Sampaio Correa.

Nesta segunda-feira (4), após longa reunião com o presidente do clube, Sérgio Frota, Oliveira, que já treinou no Rio Grande do Norte as equipes do Potiguar e América de Natal, acabou demitido do cargo.

Em 20 jogos no comando da “Bolívia Querida”, o treinador obteve nove vitórias, oito empates e apenas três derrotas.

Apesar de números favoráveis, devido a forma de jogar da equipe, o treinador nunca foi unanimidade à frente do clube maranhense, sendo que a perda do título estadual no fim de semana que passou, foi a gota d´água.

A diretoria do clube espera anunciar nesta terça-feira (5), o nome do substituto de Oliveira Canindé. Itamar Schulle, campeão paranaense com o Operário, da cidade de Ponta Grossa, é o mais cotado, embora o presidente Sérgio Frota afirme que há outras possibilidades.

Mal terminou o Campeonato Maranhense, o Sampaio Correa já tem pela frente uma sequência de dois jogos importantes, fora de São Luis-MA. No sábado (16), o clube estreia no Campeonato Brasileiro da Série B, em Salvador, contra o Vitória. Já na quarta-feira (20), viaja até São Paulo para enfrentar o Palmeiras, em jogo de decide sua sorte na Copa do Brasil.

Fábio Oliveira/F9.net.br

Veja o gol do título do América sobre o ABC

Imagens Esporte Interativo Nordeste

Com gol de ex-alvinegro, América conquista seu 35º título do Campeonato Potiguar

Flávio Boaventura foi o responsável pelo gol que deu o título ao América

Flávio Boaventura foi o responsável pelo gol que deu o título ao América (Foto: Canindé Pereira/Ascom América)

O América é bi-campeão potiguar de futebol. Jogando na tarde e noite deste sábado (2), o clube rubro venceu o maior rival, ABC, em sua casa, o Frasqueirão, por 1×0.

Foi o título no ano que marcou o centenário dos dois clubes. De quebra, o Alvirrubro quebrou a invencibilidade do ABC no campeonato e por ironia do destino, e para dar um sabor especial à conquista, o gol do título americano foi marcado por um ex-ídolo alvinegro, o zagueiro Flávio Boaventura, de cabeça, aos 19 minutos do primeiro tempo. De quebra, ainda 

Este foi o 35º título do América no Campeonato Potiguar, sendo esta a 10ª vez que o Alvirrubro conquista o bi-campeonato  (1919-20, 1926-27, 1930-31, 1948-49, 1951-52, 1956-57, 1974-75, 1991-92, 2002-03, 2014-15).

Os dois clubes, como campeão e vice, já garantiram vaga na Copa do Nordeste e Copa do Brasil de 2016.

Agora, América e ABC se concentram para a disputa do Campeonato Brasileiro. Rebaixado ano passado, o América vai disputar a Série C, cuja largada está marcada para o próximo dia 16, um sábado. A estréia americana  está marcada para o domingo, 17, em Marabá, no Pará, contra o Águia. 9955 7505 

Já o ABC vai disputar a Série B e tem um período mais curto para descanso. Ele estreia na próxima sexta-feira (8), em Natal, contra o Oeste (SP).

Fábio Oliveira/F9.net.br

Equilíbrio marca história dos confrontos entre ABC e América

O confronto deste sábado (2), entre ABC e América, que vale o título do Campeonato Potiguar 2015, tem um histórico de equilíbrio. É o que conclui levantamento feito pelo pesquisador e historiado Marcos Trindade.

De acordo com Trindade, são 515 jogos marcando o maior clássico do Rio Grande do Norte. Este também é o 6º maior da Região Nordeste, conforme eleição feita pelo Site Verminosos por Futebol e que teve a participação de 23 jornalistas, radialistas e blogueiros do Nordeste e outros estados.

Ainda pelas pesquisas realizadas pelo radialista, o Clássico Rei, como é chamado pelos potiguares, é disputado desde 1915. Entre competições oficiais, torneios e amistosos, o resumo constante nos arquivos do pesquisador Marcos Trindade é o seguinte:

Total de jogos – 515

Vitórias do ABC – 179

Vitórias do América – 173

Diferença pro ABC – 06

Empates – 162

Jogos sem resultados – 01

Total de gols – 1.311

Gols do ABC – 681

Gols do América – 630

Saldo pro ABC – 51

Fábio Oliveira/F9.net.br
Com informações do radialista Marcos Trindade

Leandro Amaro segue como dúvida no ABC para a final

O elenco do ABC retornou aos treinamentos na manhã desta sexta-feira (1.5), em pleno feriado do Dia do Trabalhador, visando o segundo e decisivo jogo contra o América nesse sábado (2.5), a parir das 16h no Frasqueirão, quando sairá o grande campeão do Campeonato Potiguar de Futebol 2015.  

O grupo se mantém na Concentração Jorge Tavares de Morais, se preparando física, tática e psicologicamente para o jogo deste sábado. A preparação teve inicio na tarde desta quinta-feira (30.4), no CT Alberi Ferreira de Matos.   Neste treino os jogadores que atuaram por mais de um tempo no primeiro confronto da decisão seguiram para o vestiário do Frasqueirão e sob o comando do preparador físico Flávio Paiva fizeram um regenerativo através de um treino para prevenção de lesões musculares e exercícios de liberação miofascial.  

O restante do grupo participou de um treino físico-técnico no campo do CT. Os atletas participaram de mini-jogos em campo reduzido, além de um treino de finalização por meio de cruzamentos e chutes a gol.  

O zagueiro Leandro Amaro, que deixou o campo com dores no tornozelo esquerdo, ficou em tratamento intensivo, assim como, o zagueiro Luizão, que continua entregue ao Departamento Médico.

Fonte: Portal O Momento

Sobre o F9

A partir de Mossoró, segunda maior cidade do Rio Grande do Norte, escrevemos sobre esportes, com ênfase para o futebol, nossa maior paixão. Notícias, vídeos, tabelas, opinião e tudo o mais que nos move pela estrada da informação esportiva. Somos uma equipe apaixonada pelo tema e compromissada com a verdade.