Especial: Vaninho ainda respira o título potiguar de 2013: “Marcou a minha vida”

1318_175300265974215_1654038506_nLucivânio Sá Mamede. Alguém arriscaria afirmar de quem estamos falando? Poucos saberiam, mas esse é o verdadeiro nome de um ídolo da torcida do Potiguar de Mossoró: o meia Vaninho.

Atualmente defendendo o Coruripe, time da Segunda Divisão do Alagoano, o meia concedeu entrevista ao Portal F9, onde falou sobre o Potiguar e a sua chegada ao futebol de Alagoas.

Campeão estadual com o Time Macho neste ano, Vaninho está em busca de conquistar mais um objetivo em sua carreira: Levar de volta o Coruripe-AL à elite do futebol alagoano.

O meia de 29 anos que chegou ao Coruripe após passagem sem brilho pelo América-RN, espera apagar a imagem deixada no alvirrubro natalense, conquistando um novo título.

“É um time bicampeão, que nos está dando uma grande estrutura. Com certeza ele não deveria estar jogando uma segunda divisão. Mas faremos de tudo para colocar o Coruripe na elite”, disse o meia, ao Portal F9.

No Coruripe, Vaninho terá a companhia de ex-companheiros de Potiguar, como o goleiro Santos, o zagueiro Anselmo, o volante Lima e o técnico Celso Teixeira, que participaram da campanha do título estadual do RN neste ano.

CONFIRA NA ÍNTEGRA A ENTREVISTA EXCLUSIVA COM VANINHO, PARA O PORTAL F9

 vaninho italo e anselmo - potiguarF9 – Após conquistar o título estadual com o Potiguar, você acertou com o América de Natal, onde acabou não apresentando o mesmo rendimento. O que aconteceu?

– Saí do América pois não tive a oportunidade de jogar como Kattê e Daniel tiveram, só tive chances de entrar no final dos jogos.  Mas graça a Deus eu sou um cara que me observo muito, e todos os jogos em que entrei eu sei que fui bem. Depois da parada para os jogos da seleção, na Copa das Confederações, eles quiseram me emprestar, só que eu não aceitei. Então, decidi entrar em acordo com a diretoria e sair do clube.

 F9 – Ao deixar o América, você acabou assinando com o Coruripe de Alagoas. Como foi essa negociação?

– Celso Teixeira (técnico) me ligou perguntando se eu gostaria de trabalhar com ele novamente, e eu então acertei. Aqui no Coruripe eu fui muito bem recebido, e estou tendo a oportunidade de atuar ao lado de jogadores que eu já conhecia. Estou feliz aqui e espero conseguir o nosso objetivo que é ser campeão. Já alcancei vários títulos em minha carreira, e pretendo fechar o ano com mais um.

 F9 – Qual título você destacaria em sua carreira?

– Campeão estadual com o Potiguar neste ano, porque em 2008 eu acabei sendo vice, e cinco anos depois eu conquistei o que eu mais queria. Com certeza isso marcou a minha vida, além do carinho que a torcida do Potiguar tem por mim.

 F9 – Pensa em retornar ao Potiguar algum dia?

– Sim, adoraria voltar a jogar ano que vem, mas vai ser um pouco difícil, pois recebi propostas boas para outros clubes, e pelo o que eu conheço da diretoria do Potiguar, eles não irão oferecer essa mesma proposta. Gosto muito desse time, mas tenho família e tenho que ir pra onde vai ser melhor para mim financeiramente.

575445_10151401488887213_1381282145_nF9 -Você enquanto ídolo da torcida do Potiguar, já cogitou chegar a vestir a camisa do rival Baraúnas?

– Quando eu estava no América, o Moura me falou que eles (Baraúnas) queriam me contratar, então coloquei no meu Facebook que não vestiria a camisa do Baraúnas.  Só que não me entenderam bem minha publicação. Eu quis dizer que não vestiria a camisa do Baraúnas nesse ano,  por tudo o que fiz pelo Potiguar, cairia mal se eu fosse pra lá nesse momento. Mas não tenho nada contra o Baraúnas, e se um dia eu recebesse uma proposta, e ela fosse boa, seria um  caso a se pensar. Mas sei que se um dia eu jogar no Baraúnas vou perder o carinho que a torcida do Potiguar tem por mim, mas penso na minha carreira e na minha família

F9 – A sua relação com o Potiguar nos remete a figura do ex-atacante e ídolo do time, Canindezinho, que em Mossoró, sempre vestiu a camisa alvirrubra, e sempre afirmava que nunca defenderia as cores do Baraúnas, como de fato aconteceu. Você acredita que sua relação com a torcida se assemelha à dele?

– Joguei com ele em 2008, e ele me falou que não tinha coragem de jogar pelo o rival, pois ele tem o carinho da torcida. Será que a diretoria teve esse mesma consideração por ele? 

F9 – Qual projeção você faz para seu futuro?

– Espero coisas boas.  Tenho um grande objetivo que é continuar fazendo bons jogos, e quem sabe um dia, com a ajuda de um empresário, ter a oportunidade de atuar fora do país, como Coréia ou Japão. Penso em atuar por lá. (fim).

Mostrando forte ligação com o Potiguar, o meia posta frequentemente em sua página no Facebook, fotos com momentos seus no clube, acompanhadas de mensagens de amor ao Alvirrubro e sua torcida, como fez neste sábado (7), Vaninho postou mais uma imagem, agora com os seguintes dizeres: “Saudade dessa torcida. Eterna Lembrança. Potiguar Até o #Fim”, escreveu.

Mostrando forte ligação com o Potiguar e sua torcida, o meia posta frequentemente  em sua página no Facebook, fotos com momentos seus no clube. Na noite do sábado (7), Vaninho postou mais uma imagem, agora com os seguintes dizeres: "Saudade dessa torcida. Eterna Lembrança. Potiguar Até o #Fim", escreveu.

Artur Rebouças/Equipe F9

Fotos tiradas do Facebook de Vaninho. Pedimos desculpas aos seus autores, pois as mesmas não estavam acompanhadas do devido crédito

 

ANUNCIE AQUI!
ANUNCIE AQUI!
ANUNCIE AQUI!
ANUNCIE AQUI!
ANUNCIE AQUI!