Salinista Futebol Clube

Salinista Futebol Clube

No início do ano de um mil novecentos e cinquenta e um, a nossa cidade pôde contar com um novo clube de futebol, que a exemplo dos demais filiados à Liga Desportiva Mossoroense (LDM), representava um populoso bairro local.

Através do Sindicato da Indústria e Extração do Sal, que tinha a sua sede instalada na Rua Wenceslau Braz, bairro São José, surgiu o a ideia da inclusão de uma equipe esportiva, que além de defender o bom nome dos habitantes do mesmo, divulgasse a produção do sal, também denominado de “ouro branco”, além fronteiras.

Assim sendo, surgiu o Salinista Futebol Clube, que teve como fundadores os desportistas Antônio Tenório da Silva, Alfredo Avelino, Raimundo de Almeida Xaxá, Luiz Senhor, Pedro Maciel, João Elias e Diógenes Sales de Oliveira.

Necessário se faz ressaltar que antes de surgir como clube de futebol, o tricolor do sal já se fazia presente, anualmente, no período carnavalesco, através do seu excelente bloco de rua, e que, na maioria das vezes, juntamente com Pimpões, Baraúnas, tribos de índios, dentre outras agremiações, realizaram memoráveis carnavais na Praça Rodolfo Fernandes, denominada de quartel general da folia, como nas suas sedes sociais.

A formação inicial do Salinista, enquanto clube de futebol, foi a seguinte: Moacir, Chico Pretinho e Puô; Zuca, Dandão e Luiz de Mariinha; Carapeba, Cambado, Luiz de Zezinho, Ponteiro e Faísca. Com esta formação, se apresentou pela primeira vez no Stadium Mossoró Limitada, diante do Mossoró, cujo placar final não apontou vencido nem vencedor: zero a zero.

Em 1952, o Tricolor do Sal contava com esta formação: Ivo; Dedilo e Mimi; Ibiapino, Patrocínio e Duíte; Arranha, Lourinho, Nôpa, Turré e Louro (da cidade de Areia Branca-RN). A seguir, licenciou-se da LDM, permanecendo afastado das quatro linhas até 1958, quando retornou com esta onzena titular: Chaleira, Luiz de Mariinha e Puô; Ibiapino, Patrocínio e Duíte; Milagre, Antônio Leoa, Nôpa, Arranha e Lourinho de Otílio.

Conquistou o seu primeiro título de campeão mossoroense de futebol, relativo à temporada de 1960, mais precisamente no dia 29 de janeiro de 1961, oportunidade em que derrotou o Cid pelo placar de dois tentos a um, com esta formação: Alderi; Zé Lorou e Alcides; Zé Domingos, Patrocínio e Duíte; Getúlio, Arranha, Dedé, Ibiapino e Francisquinho.

O Salinista despediu-se oficialmente do nosso futebol no dia 30 de outubro de 1966, oportunidade em que derrotou o Pleno pelo placar de três tentos a um.

Na próxima edição focalizaremos o Fluminense da Lagoa do Mato.

ANUNCIE AQUI!
ANUNCIE AQUI!
ANUNCIE AQUI!
ANUNCIE AQUI!
ANUNCIE AQUI!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

catorze − dois =