Gol do Baraúnas anulado contra o ASSU foi legítimo

Foto: Joaquim Marcelino/TV Ponta Negra

A vida do Baraúnas no Campeonato Potiguar de 2018 não tem sido fácil.

Ocupando a penúltima colocação da disputa, com apenas um ponto, o clube mossoroense vive atormentado pelo fantasma do rebaixamento.

Até agora, em seis jogos, foram cinco derrotas e apenas um empate, este registrado na terceira rodada, no clássico com o Potiguar. Para piorar, o time ainda não marcou nenhum gol na competição, justificando a incômoda posição.

Como se não bastasse a inoperância do ataque leonino, no única oportunidade em que balançou a rede adversária no estadual deste ano, acabou tendo seu gol anulado de forma equivocada pela arbitragem. Foi no confronto da sexta-feira (9), quando da abertura da sexta rodada, no Nogueirão, contra o Assu. Naquela oportunidade, o Baraúnas perdia por 1×0 e já havia desperdiçado a cobrança de um pênalti através do atacante Douglas Pecém.

O lance do gol anulado, ocorreu no segundo tempo, quando o zagueiro Selson recebeu bola de Nildo dentro da área, dominou e bateu de virada, balançando a rede do goleiro Wadson. Seria o gol do empate, o que representaria um ponto precioso na luta do Baraúnas contra o rebaixamento, mas a assistente Edilene Freire marcou impedimento.

Nas imagens captadas pelo repórter cinematográfico Joaquim Marcelino, da TV Ponta Negra, fica clara a condição legal de Selson no lance, caracterizada pela posição do lateral Eduardo Recife, do Assu, último jogador entre o goleiro assuense e o zagueiro tricolor.

Fica nítido nas imagens que, na hora em que Nildo faz o lançamento, Eduardo Recife estava a pelo menos dois metros atrás do jogador Selson, do Baraúnas, caracterizando a legalidade do lance. A própria sombra de Eduardo Recife, que aparece na imagem, ajuda a dar a noção da distância do atleta em relação ao oponente.

O Baraúnas ainda se queixa da atuação de Edilene Freire no primeiro jogo do clube no estadual deste ano, no dia 13 de janeiro passado, contra o Globo, em Ceará Mirim. Naquela oportunidade, a auxiliar marcou vários impedimentos contra o tricolor, sendo que em pelo três lances a posição dos jogadores leoninos era legal, fato mostrado pelas imagens da TCM.

Confira o gol anulado contra o ASSU, nas imagens do cinegrafista Joaquim Marcelino, da TV Ponta Negra:

Fábio Oliveira/F9.net.br

ANUNCIE AQUI!
ANUNCIE AQUI!
ANUNCIE AQUI!
ANUNCIE AQUI!
ANUNCIE AQUI!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 × cinco =