Justiça acata pedido e determina intervenção no Baraúnas

Damásio Medeiros é um dos interventores, ao microfone, é nomeado interventor do Baraúnas (foto reprodução)

Ao completar um mês sem comando, desde que encerrou o mandato da ex-presidente Josirene Ribero e toda sua diretoria, no dia 29 de abril passado, e sem ter realizado eleições, o Baraúnas volta a ter um mandatário.

Na manhã desta terça-feira (29), o juiz Edino Jales, da 1ª Vara Cível de Mossoró, deu parecer favorável a pedido de intervenção protocolado desde o dia 17 de abril passado por um grupo de sete pessoas.

No ato, o magistrado concedeu tutela antecipada a esse grupo, do qual fazem parte o empresário Damásio Medeiros e o candidato à presidente do clube, Adair Rodrigues, o Gaúcho.

Os sete membros autores do processo: Nicolo Damásio de Melo Medeiros, Frank Cesar Assis de Medeiros, Francisco Felício Morais, Afranio de Oliveira Leite, Djaílson Matias de Sousa, Francisco Evilásio de Oliveira Filho e Adair Rodrigues da Silva.

No despacho, o juiz determina o bloqueio imediato de todos os bens do clube, o que impede a continuidade da venda de terrenos de propriedade legal da instituição, que vinha ocorrendo desde o ano passado.

Ainda sobre a decisão, não poderá haver uma nova eleição no Baraúnas até que o interventor e sua equipe façam levantamento total das dívidas da instituição, bem como gerencie a vida financeira do clube, a fim de sanar os débitos existentes.

Essa é a segunda intervenção judicial no Baraúnas em três anos. Em 2015, o então advogado do clube, José Carlos de Brito, havia sido nomeado interventor.

Fábio Oliveira/F9.net.br

 

 

ANUNCIE AQUI!
ANUNCIE AQUI!
ANUNCIE AQUI!
ANUNCIE AQUI!
ANUNCIE AQUI!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

12 + 11 =