Porque arbitragem não dá entrevista?

O futebol modernizou, inclusive com a arbitragem de vídeo, as informações chegam mais depressa, os valores que movimentam o esporte são astronômicos, mas algumas coisas permanecem injustificadamente no passado.

A postura da arbitragem, de não conceder entrevistas antes, durante ou depois dos jogos, segue a mesma. O corporativismo é notório e injustificável, repito. Se é parte integrante do espetáculo, então porque não põe a cara pra bater, vez que está diretamente ligada aos resultados, acertando ou errando?

Há uma blindagem exacerbada ao árbitro, mas se expõe jogadores, treinadores, dirigentes e até o torcedor, quando este excede. E porque não o árbitro vir a público explicar suas decisões em campo? Com a manutenção dessa couraça em seu entorno, o sentimento de onipotência comum a muitos árbitros, só aumenta.

Se um treinador tem que ir a coletiva para explicar uma escalação ou mudança de postura de sua equipe, se o jogador também vai para falar sobre o pênalti perdido ou o gol de placa marcado, por que o árbitro também não ir? Suas palavras podem mudar pensamentos, às vezes errados contra ele. O que não pode é continuar se escondendo e deixando todos os questionamentos para os outros envolvidos no mesmo espetáculo.

Dragão e Águia na Copinha
Já estão definidos os representantes potiguares na Copa São Paulo de Juniores em 2018. América e Globo carimbaram seus passaportes ao eliminarem na semana que passou a Santa Cruz e ABC, respectivamente, nas semifinais do Estadual Sub-19. Agora, ambos se preparam a decisão da competição.

Cobertura
A 93 FM está confirmada na cobertura da saga do MEC na segundona. Junto com ela, o Portal F9 e o programa Prorrogação, da TV Mossoró.

Paixão sem medida
A torcida do Fortaleza colocou no estádio Helenão, em Juiz de Fora-MG, mais torcedores que o próprio Tupi, dono da casa, no jogo que definiu um dos classificados para as semifinais da Série C.

Paixão sem medida II
Os tricolores percorreram quase 2.500 quilômetros para ver o jogo. Avião, ônibus, vans e ônibus. O meio foi o que menos importou. Todos chegaram e fizeram sua parte, em uma prova incondicional de seu amor.

Paixão sem medida III
Lembro que em 2013, pela Série C, a torcida do Fortaleza invadiu Caicó, onde seu time enfrentou o Baraúnas, dividindo a arquibancada do Marizão com os torcedores mossoroenses. Foi um encontro de tricolores e leoninos. Na época o Baru mandou seus no seridó, devido punição imposta pelo STJD.

Despedida
Hoje, a partir das 15 horas, no Nogueirão, tem Ufersa Petroleiros x Tropa Campina, pela Liga Nordeste de Futebol Americano. Será a despedida do time mossoroense da temporada 2017. Vale levar a família e prestigiar.

Encontro
Nesta segunda (25), às 19 horas, tem Prorrogação, na TV Mossoró (Canal 7), comigo e o comentarista Marcos Santos. Ao vivo também pelo facebook e Youtube, na página do Portal F9. Reprise nas terças, às 11 horas pela TV.

A semana na história
Sexta-feira, dia , o bom atacante Marcelo Dias, ex-Potiguar, completa 32 anos de idade. O jogador, que atuou pelo clube mossoroense nas temporadas 2008/2009, hoje defende o Hibernians Foottball Clube, de Malta. Parabéns!

Frase
“O problema da internet é o rastreador” – Santos, goleiro do Potiguar, despejando seus conhecimentos de informática para o grupo na casa do atleta. De fato, se colocaram um rastreador no lugar do roteador, ta explicado a falta do wifi.

Imagem

Encontro de ex-Alvirrubros durante um desses jogos festivos no Nogueirão: Giliarde, João Batista, Fábio Gomes e Jânio Guerreiro. Turma de futebol e sangue bons.

ANUNCIE AQUI!
ANUNCIE AQUI!
ANUNCIE AQUI!
ANUNCIE AQUI!
ANUNCIE AQUI!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezenove + dezoito =