Santa Cruz Futebol Clube

Santa Cruz Futebol Clube

O focalizado desta edição é a equipe do Santa Cruz Futebol Clube, que teve a sua fundação no ano de 1920 e era identificado pelos desportistas mossoroenses como o “time dos bêbados”.

Tal apelido deve-se ao fato de que os integrantes do elenco tinham por tradição, antes da participação dos jogos no Stadium Mossoró Limitada, servirem-se de uma bem temperada panelada, ingerindo bastante água que passarinho não bebe (aguardente). Para os jogadores , tudo era festa: se comemorava as vitórias da mesma maneira que as derrotas: a cachaça era fator preponderante nas comemorações.

A sua primeira formação foi a seguinte: João Batista Pinto; João Hauphans Cavalcanti e Albuquerque (também conhecido por Mister Gelba); Possídio Gondim. Edgard Medeiros e Mário Miranda; Santídio Gurgel (alcunha de Cabide), Nonato Borges (o popularíssimo Pio Xis), Jayme Moura, Eduardo Medeiros, Jeremias Gurgel e Sérvulo Marcelino.

Por ocasião do torneio realizado pela Liga Mossoroense de Futebol (L.M.F), no dia 15 de novembro de 1921, cerca de cinco clubes participaram do evento, a saber: Humaytá, Ypiranga, Centro Sportivo, Palmeiras e Santa Cruz.

O adversário do Santa Cruz foi o Palmeiras, que conquistou a vitória pela contagem mínima. O alviverde atuou e venceu com o futebol de Miguel Joaquim; Zé Victor e Bidéu; Severino, Teodoro e João do preso; Zé Acioli, Major, Zequinha, Parafuso e Tourá. Já o Santa Cruz saiu do campo derrotado com a seguinte formação: João Batista; Albuquerque e Zé Hauphans; Possídio, Eduardo e Mário Miranda; Cabide, Jaime, Edgard, Sérvulo e Jeré.

Durante a sua curta permanência no futebol mossoroense, o Santa Cruz pôde contar com o apoio dos seguintes abnegados: Santídio Gurgel, Edgard Medeiros, Álvaro Medeiros, Mário Miranda, Jeremias Gurgel, João Wanderley de Albuquerque, dentre outros.

Necessário se faz o registro de que o tricolor teve uma existência efêmera no nosso futebol, provavelmente motivada pelo pouco empenho da sua diminuta massa de torcedores, que não conseguiu incentivar de forma mais eficaz os atletas que integraram o elenco do Santa Cruz.

Procuramos junto do arquivo existente na imprensa esportiva da época, jornais “O Mossoroense”, “Correio do Povo” e “O Nordeste”, maiores informações à respeito da atuação do Santa Cruz no futebol local, entretanto não nos foi possível localizar maiores detalhes, o que nos faz crer que a citada equipe não realizou boas campanhas  durante a sua permanência no cenário esportivo da cidade.

Na próxima edição abordaremos sobre os campos de futebol locais.

ANUNCIE AQUI!
ANUNCIE AQUI!
ANUNCIE AQUI!
ANUNCIE AQUI!
ANUNCIE AQUI!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

10 + 5 =