Stadium Mossoró Limitada

Stadium Mossoró Limitada

Antes de seqüenciar o nosso registro sobre a história dos clubes que fizeram parte da história do futebol local, vamos abordar a respeito dos campos onde se praticava a referida modalidade, no seus primórdios.

Sabemos que a apresentação histórica de dois clubes aconteceu no dia 20 de agosto de 1918, após o primeiro treino, envolvendo os quadros branco e azul, representando a Associação de Escoteiros de Mossoró.

De forma oficial, portanto, a última data anteriormente citada quando, no campo localizado em frente a Cadeia Pública, os quadros branco e negro se defrontaram, cabendo a vitória ao primeiro pelo placar de dois tentos a zero.

O primeiro gol foi de autoria de Sérgio Ciarlini, portanto, o gol história do nosso futebol. A partida teve como “referee” (árbitro) o sportman Enéas Almeida.

Os quadros tiveram as seguintes formações: quadro branco: J. Reginaldo; Chiquito e Sérgio Mota; Pedrito, Duó e Otoni; Cristovão, Alfredo, Sérgio Ciarlini, Mirabeau e Jansen. Quadro negro: José Antônio; Gondim e Wanderley; Morais, Luiz, Jayme, Deusdedith, Jorge e Xixico.

A seguir, segundo a imprensa esportiva da época, os jogos passaram a ser disputados no local onde atualmente acha-se construída a Praça dos Hospitais (Praça Cônego Estevam Dantas).

Os jogos iniciais foram também disputados no local onde hoje acha-se instalada a Praça Rodolfo Fernandes, também conhecida como a Praça do PAX.

Por sua vez, o Stadium Mossoró Limitada, ou campo da Rua Benjamim Constant, atual sede do Serviço Social da Indústria (SESI), teve o seu terreno doado pelo empresário Luiz Teotônio de Paula, na época em que o mesmo presidiu a Liga Mossoroense de Futebol (L.M.F).

A referida  Praça de Esportes teve a sua inauguração no dia 20 de novembro de 1927, com a realização da partida envolvendo Mossoró versus Ypiranga, cabendo a vitória ao primeiro pelo placar de dois tentos a um, cuja súmula, a seguir, registramos. Mossoró: Sebastião; Zé Dantas e Júlio; Vicente, Dantas e Marques; Alfredo, Cossado, Piragy, Xixita e Fortes. Ypiranga: Rolleaux; Vicente e Luiz; Arlindo, Joel e Mozart; Nunes, Souza, Gentil, Hilário e Clóvis. Os gols foram assinalados através de Zé Dantas (gol histórico) e Luiz (contra), para o Mossoró, cabendo a Hilário descontar para o Ypiranga. Renda: oitocentos e treina e oito contos de réis. Referee (árbitro): Júlio Maciel (atleta do Humaytá).

A última partida realizada no estádio da Rua Benjamim Constant aconteceu no dia 28 de maio de 1967, envolvendo Potiguar 2×0 Ypiranga, válida pelo Torneio Quadrangular Cidade de Mossoró.

Na próxima edição abordaremos sobre a AMEA, L.M.F e L.D.M.

ANUNCIE AQUI!
ANUNCIE AQUI!
ANUNCIE AQUI!
ANUNCIE AQUI!
ANUNCIE AQUI!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 × dois =