Potiguar é condenado no “caso Sávio”, perde seis pontos e desce para penúltima colocação do estadual



Custou caro ao Potiguar a escalação do jovem Sávio, de 15 anos, para o banco de reservas da equipe no jogo contra o Palmeira, dia 9 passado, quando o alvirrubro venceu por 2 a 0.


Em julgamento no início da noite desta quinta-feira (24), o clube mossoroense foi punido pelo TJD com a perda de seis pontos mais multa de R$ 300,00 (reais) por conta da referida escalação.


O representante mossoroense foi denunciado no artigo 214 do CBJD que previa perda de três pontos e multa de R$ 100,00 (cem reais) a R$ 100.000,00 (cem mil reais).


No julgamento, o impasse ficou por conta da quantidade de pontos que o clube perderia, se três ou seis. O relator votou por três pontos, enquanto os demais auditores votaram pela perda de seis pontos, o que prevaleceu no resultado final. Os auditores entenderam que caberia a perda dos três pontos naturais que valem a partida, mais os três pontos ganhos pelo Potiguar no jogo. Além disso, pesou ainda o fato de o clube mossoroense ser reincidente. Como se trata de um julgamento em primeira instância, cabe recurso.


Com a derrota no tribunal, vendo seis dos oito pontos conquistas em campo retirados, o Potiguar cai da segunda colocação para a penúltima posição, com dois pontos, ficando à frente apenas do Força e Luz, autor da denúncia, que também tem dois pontos e amarga a lanterna da disputa.


O QUE DIZ O ARTIGO 22 DO REGULAMENTO GERAL DAS COMPETIÇÕES



Artigo 22 do RGC: É vedada, nas partidas das Competições profissionais, a participação de atletas não-profissionais com idade superior a 20 (vinte) anos completos e inferior a 16 (dezesseis) anos completos.



Parágrafo Único – Nas partidas das Competições da Primeira Divisão e Segunda Divisão, dentre os atletas relacionados na súmula, entre titulares e reservas, poderão ser incluídos no máximo 5 (cinco) na condição de não-profissionais, com menos de 20 (vinte) anos completos e mais de 16 (dezesseis) anos completos.


Foto: Oscar Xavier/Inter TV Cabugi

Fábio Oliveira/F9.nt.br