Potiguar fecha primeiros acertos para 2020; treinador gaúcho está na mira

Com o Campeonato Potiguar programado para iniciar na primeira semana de janeiro de 2020, alguns clubes já se movimentam no sentido de formar seus elencos para a nova temporada, entre eles o Potiguar, que tem calendário cheio no próximo ano.


Nesta sexta-feira (25), o alvirrubro fechou acordo com os dois primeiros reforços para esse novo elenco. Estão acertados o goleiro Wadson e o meia Marielson, informou o repórter Fabiano Júnior, durante a resenha 95 Esportes (95 FM de Mossoró).


Formando nas bases do Santa Cruz de Recife, Wadson, de 26 anos, teve sua primeira experiência no Rio Grande do Norte ano passado pelo Assu. Despertou o interesse do Globo de Ceará Mirim, que o contratou para este ano. Na Águia, repetiu as boas atuações do ano anterior e terminou eleito o melhor goleiro do estadual nesta temporada.



Wadson foi eleito goleiro da seleção do estadual, atuando pelo Globo. (Foto: Assessoria Assu)


Marielson, de 34 anos, é um velho conhecido do torcedor. O atleta revelado pelo Assu, já defendeu equipes como América-RN, Fortaleza, Baraúnas e Campinense. Esta será sua terceira passagem pelo Potiguar. Anteriormente já havia vestido a camisa príncipe em 2007 e agora em 2019, quando teve boas atuações, se constituindo em um dos destaques da equipe. Depois do Potiguar, Marielson vestiu a camisa do Icasa-CE e, recentemente, o Corissabá, do Piauí.

 

CLUBE NEGOCIA COM TÉCNICO


Já tendo iniciado a formação do elenco, o clube também mira a vinda de um novo treinador. Emanoel Sacramento, que já esteve no clube por três temporadas não está descartado, mas o nome da vez é o de Luciano Quadros, atualmente no Bonsucesso-RJ.


Gaúcho de Porto Alegre, Luciano Quadros, de 45 anos, tem dupla nacionalidade (brasileira e chinesa). Como atleta, foi goleiro com passagens por equipes como Internacional, Paysandu, Remo, São Caetano e Portuguesa Santista, além de equipes de Hong Kong. Iniciou a carreira de técnico em 2012 no Santacruzense. Também dirigiu equipes como Linense, Olímpia, Marília, Audax Rio, Cabofriense e Bonsucesso, entre outros.


A diretoria ainda não bateu o martelo, mas membros da cúpula admitem que estão a poucos detalhes de definir com o novo comandante príncipe para 2020.

 

Fábio Oliveira/F9.net.br